sábado, 3 de maio de 2008

Site traz lista de guilhotinados na Revolução Francesa


O interesse pelas vitimas da Revolução Francesa está crescendo. Será uma volta ao passado? 250 mil pessoas foram atraídas a este ao site com a lista dos guilhotinados. Vejamos o que nos reserva a História.


http://les.guillotines.free.fr/



Um curioso site francês, com uma lista de pessoas guilhotinadas durante a Revolução Francesa, em 1789, já atraiu mais de 250 mil visitantes.


Quando o visitante acessa a página Les Guillotinés (”Os Guilhotinados”), ele se depara com a seguinte pergunta: “Você tem um ancestral decapitado na Revolução?”. Então, o interessado pede que seja feita uma pesquisa no banco de dados do site que reúne mais de 18 mil nomes de pessoas decaptadas durante os dez anos da Revolução Francesa.


De acordo com informações da BBC, para cada pessoa, é possível identificar o motivo preciso da condenação, como por exemplo, “conspirador”, “insubmisso”, “declarou esperar a volta do Antigo Regime”, “traidor da pátria” e “líder de agrupamentos”.


O site, criado pelo técnico em informática Raymond Combes, também permite constatar que não foram apenas os nobres que morreram na guilhotina, o que contraria a idéia normalmente mais difundida sobre o período.


O que explicaria o sucesso do site é que historiadores estipulam em 5 milhões o número de franceses que possuem algum ancestral vítima do invento de Joseph Ignace Guillotin, médico que projetou a máquina. Guillotin esperava que sua invenção torna-se “menos dolorosa” a aplicação da pena capital.


Fonte: Portal Imprensa


Powered by