sábado, 10 de maio de 2008

Homenagem a todas as mães


Mãe, pequena palavra que encerra um universo de sentimentos e impressões. Quantas vezes esssa pequena palavra fez levantar a mulher cansada para atender seus filhos pequenos ou grandes! Quantas vezes essa pequena palavra fez chorar corações arrependidos por não ter proporcionado o carinho merecido à mãe que partiu!


Assim, aqui prestamos nossas homenagens às mães, através das palavras de uma simples mulher, mas mãe abnegada e monarquista destemida e muito atuante, a prof. Sandra Ramon Franco:


Uma simples mulher, existe que,
pela imensidão de seu amor, tem um pouco de Deus;
pela constância, de sua dedicação, tem muito de anjo;

que, sendo moça, pensa como uma anciã;
sendo velha, age com todas as forças da juventude:
quando ignorante, melhor que qualquer sábio
desvenda os segredos da vida;
quando sábia, assume a simplicidade das crianças;
pobre, sabe enriquecer-se com a felicidade dos que ama;
rica, empobrece-se para que seu coração
não sangre ferido pelos ingratos;
forte, estremece ao choro de uma criancinha;
fraca, entretanto, se alteia com a bravura dos leões;
viva, não lhe sabemos dar valor,
porque à sua sombra todas as dores se apagam:
morta, tudo o que somos e tudo o que temos,
daríamos para vê-la de novo, e dela receber
um aperto de seus braços, uma palavra de seus lábios. MÃE, é seu nome!