quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Monarquistas, Uni-vos!

O Jornal O Estado de S. Paulo publicou a nota abaixo.

24.09.09

Monarquistas, uni-vos!
por diretodafonte

Em pleno debate pré-sal e compra de caças, soou no Rio um grito retumbante da monarquia brasileira. Coube ao príncipe Dom Luiz de Orleans e Bragança, herdeiro de um regime que sumiu há 120 anos, brindar o País com um ideário atualizado da casa imperial - oito parágrafos nos quais adverte o País contra “múltiplos fatores” que ameaçam “corroer no seu âmago a nossa vida como nação independente”.

Foi no 20º Encontro Monárquico, semana passada. Encimado pela coroa imperial, o manifesto Brasil, 2009: Para Onde Vamos? denuncia “vozes políticas... que apelam a uma refundação do País”. Menciona “estranhas doutrinas sociológicas, antropológicas, ambientalistas e até religiosas” capazes de “desagregar nossa organização político-social”.

Uma das preocupações dos monarquistas: o “extremado apartheid cultural”, que confina os índios “a uma estagnação deteriorante”. Outra, a “revolução quilombola”, que desrespeita a propriedade. E ainda a política de “classificação de raças, que tenta subverter a identidade nacional”.

Na diplomacia, avisa dom Luiz, a adesão ao “eixo bolivariano” tem trazido “duríssimos golpes” ao Brasil.
A saída? “Trabalhar ativamente, dentro dos limites da legalidade, para evitar tais descaminhos.”

Sem perder a nobreza jamais, é claro.

Nenhum comentário: