segunda-feira, 2 de março de 2009

Como o povo vê nossos Principes

Pesquisando alguns assuntos no Google encontrei uma matéria muito interessante: http://www.averdadesufocada.com/index.php?option=com_content&task=view&id=729&Itemid=34

O mais interessante trata-se do comentário de uma moça, Anamaria, que descreve seu encontro com Dom Bertrand. Vale a pena ler para vermos como o povo enxerga nossos Principes:

Anamaria - petistas ameaçam liberdade na

Bom dia . Você conhece a expressão "demonizar a direita", tática que os petistas & Cia usam contra a direita?
Aqui em Brasília, estava com meu namorado na Livraria Cultura e ocorreu um evento maravilhoso. Não é que lançaram um livro polêmico contra os quilombolas de Lula e o autor é um ativista daquela organização religiosa conservadora, direitista a mais não poder, a tradição, família, propriedade (a famosa TFP). O nome dele é Nelson Bareto e o que fala no livro contra os quilombolas, parece ser fruto de um pesadelo etílico do Lula ou do fanatismo ultrapassado de comuna.
Você não imagina, no meio dos figurões que estiveram aqui na Cultura, veio um Príncipe, bisneto da Princesa Isabel, perguntei o nome dele é me falaram que se chama dom Bertrand. Ma falaram que ele também é da organização de direita tradição, família e propriedade, que a esquerda "demoniza".
Você precisava ver o espetáculo da figura: parecia ter saido de lendária página da história, elegantíssimo, finíssimo, muitíssimo bem educado, atendia todo mundo que se aproximava com um sorriso que derrete a gente. Eu fiquei bloqueada. Não conseguia dizer nada. Queria só olhar , não queria perder o mínimo detalhe.
Ele estava sempre acompanhado de um pagem, magro, esguio, tão branco que parecia ter tomado um banho de talco e só faltava a peruca empoada. Ele também era muito educado. O lendário príncipe só esquentava quando falava sobre o absurdo do quilombola lulista, reforma agrária e outras coisas das tábuas da lei dos princípios da tradição, família e propriedade.
Você acredita que umas ativistas petistas/chavistas apareceram por lá para agitar o evento? Falei pro meu gato que o princípe poderia dizer para as comunas o que o rei espanhol falou pro Chaves: "porque não te calas?" Meu gato falou que ele era príncipe e homem de verdade não bate em mulher nem com luva de pelica.
E o pretinho que estava lá no evento? Um encanto. Escovado, educadíssimo, simpaticíssimo, me falaram que é do setor noir da tradição, família, propriedade que com mais esta nos surpreendeu. O que não consigo entender, é como tem gente que quer "demonizar" estas pessoas tão boas. Anamaria - Brasília - DF