quarta-feira, 22 de abril de 2009

Biblioteca Digital Mundial - Arquivos D. Pedro II

A Unesco inaugurou recentemente a Biblioteca Digital Mundial. Um dos arquivos abrange as fotografias da Coleção Thereza Christina, reunidas por Dom Pedro II. Vale a pena uma visita ao site para visualizar as realizações do Império gravadas em fotografia.

Título:  Teresa Cristina Maria, Imperatriz, Consorte de Pedro II, Imperador do Brasil

Descrição

  • A Coleção Thereza Christina Maria é composta por 21,742 fotografias reunidas pelo Imperador Pedro II e deixadas por ele à Biblioteca Nacional do Brasil. A coleção abrange uma variedade muito grande de assuntos. Documenta as realizações do Brasil e do povo Brasileiro no século 19, assim como inclui muitas fotografias da Europa, África, e América do Norte. Esta fotografia tirada pelo célebre retratista e fotógrafo Brasileiro Joaquim José Insley Pacheco (1830-1912) retrata Thereza Christina Maria, a esposa do imperador, em cuja honra o imperador insistiu em que coleção recebesse o nome. A última imperatriz do Brasil, Thereza Christina (1822-89) foi a filha do Rei Francis I das Duas Sicilies e Maria Isabel de Espanha. Ela e Pedro foram casados por 46 anos, de 1842 até à sua morte em 1889.

Fotógrafo

Data de Criação

  • Por volta de 1850-1860

Idioma

Lugar

Período

Tópico

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição física

  • 30 x 22,5 centímetros

Coleção

Instituição

Recursos Externos



Maioria da Câmara usou cotas para voos ao exterior

Infelizmente este péssimo exemplo dado por nossos politicos. Leis e decretos-leis no cipoal da nossa legislação permitem estes absurdos. Quando lembramos que nosso Imperador pagava do seu bolso as viajens e sempre viajava com reduzida comitiva, vemos o quanto nossa monarquia é superior ao bolso furado da República. 


 








PDF Imprimir E-mail








Autoria: Congresso em Foco   
22 de abril de 2009

 

Miami e Nova York, nos Estados Unidos. Paris, na França. Londres, na Inglaterra. Milão e Roma, na Itália. Bariloche e Buenos Aires, na Argentina. Madri, na Espanha. Frankfurt, na Alemanha. Santiago, no Chile. Montevidéu, no Uruguai. Caracas, na Venezuela.







O que há em comum a essas 13 cidades? Elas foram o destino de 1.887 voos internacionais pagos com a cota de passagens aéreas dos deputados no período de janeiro de 2007 a outubro de 2008, conforme levantamento feito pelo Congresso em Foco com base em registros fornecidos pelas companhias aéreas.

O dado mais surpreendente da pesquisa é o número de parlamentares que utilizaram sua cota para pagar voos ao exterior. No período citado, 261 deputados – ou seja, 51% do total de 513 – fizeram isso, boa parte deles viajando em companhia de cônjuges ou familiares.

Veja a lista completa aqui
Leia a íntegra da reportagem em www.congressoemfoco.com.br