quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Pedido do Principe Dom Bertrand a todos os Monarquistas

Caro(a) monarquista
Peço sua particular atenção para o documento que envio no arquivo anexo. Diz respeito a crucial questão do momento, a saber, o inexplicável envolvimento do governo brasileiro no caso hondurenho.
Transformando nossa embaixada em Honduras no quartel general do legalmente deposto - por flagrante violação da Constituição e desacato às leis do país - Presidente Zelaya, o Brasil intervém indevidamente no processo político daquela nação centro-americana e coloca-se ao serviço do expansionismo ideológico do venezuelano Hugo Chávez, com grave prejuízo para o interesse nacional e a imagem de nossa diplomacia.
A consideração serena dos fatos e das razões expostas no documento conduz, como lógica conseqüência, a pedir ao Ministro Celso Amorim que ponha termo à presença de Zelaya em nossa embaixada. Isto pode ser feito no link indicado ao final.
Conto com sua participação nessa mobilização de esforços para que cesse o quanto anos a situação anômala e cheio de riscos criada em Honduras.
Príncipe D. Bertrand de Orleans e Bragança