segunda-feira, 9 de maio de 2011

Princesa Michael de Kent chega ao Brasil e lança livro sobre princesas "coroadas em terras distantes"

Para uma estadia de uma semana no Brasil chegou a São Paulo S. A. a Princesa Marie Christine, esposa do Príncipe Michael de Kent, primo da Rainha Elizabeth II.
 
A ilustre visitante cumprirá extenso programa junto à comunidade inglesa e à sociedade em geral, na capital paulista, no Rio de Janeiro e em Petrópolis, com destaque para o lançamento, pela Ambientes & Costumes Editora, de seu livro "Coroadas em Terras Distantes", no qual narra a vida de oito princesas reais levadas a viver longe de suas pátrias em razão das núpcias que contraíram; uma delas, D. Maria Leopoldina, esposa de D. Pedro I.
 
Sua Alteza deverá encontrar-se em diversas ocasiões com S.A.I.R. D. Luiz de Orleans e Bragança e outros Príncipes da Casa Imperial do Brasil.
 
Em São Paulo, no domingo dia 8, ao meio-dia, a Princesa visitará o Monumento do Ipiranga para depositar uma corbeille de flores no mausoléu da Imperatriz D. Leopoldina. E na terça feira dia 10, às 20h30, no Museu da Casa Brasileira (Av. Faria Lima, 2705)  ocorrerá o lançamento de seu livro.
 
No Rio de Janeiro o lançamento dar-se-á no dia 12, quinta-feira, no salão Marlin do Iate Clube do Rio de Janeiro (Av. Pasteur, 333 - Praia Vermelha), às 20h30. Nos dois dias subsequentes a Princesa visitará o Museu Imperial de Petrópolis e fazendas históricas da região serrana do Estado do Rio.
 
Nos arquivos anexos vão os convites para os dois lançamentos.
 
Atenciosamente,
Pró Monarquia

3 comentários:

marina disse...

Acabei de assitir a entrevista que a Princesa Michael de kent concedeu ao programa Jô Soares e estou estarrecida.
A ausência de preparo, a indelicadeza, a total falta de educação do apresentador e a imbecilidade demonstrada com a história do cavalo cujo novo não escreverei aqui,deixaram-me profundamente envergonhada.
Vergonha pelos paulistanos, brasileiros e como mulher. Havia tanto assunto a se discorrer sobre a história do Brasil, em especial durante o período referente à Imperatriz Leopoldina, objetivo da vinda da Princesa ao país e ao programa da Globo,enfim tanta riqueza de conteúdo esquecida na condução "absurda e ignorante" do apresentador Jô Soares!
Um verdadeiro "papelão"!

Demarchi disse...

Marina,
Suas observações são exatas. A Globo tem uma política anti-monárquica declarada. Não sei de quem foi a idéia de levar a Princesa ao programa do Jô, mas já era de se esperar que ele faria o que fez. Temos que protestar. Que imagem a linda, elegante e educadíssima princesa vai levar do Brasil?
Há grande arrogância nos apresentadores nacionais. Todos eles, sem exceção fariam o papelão que o Jô fez, pois eles se julgam acima de qualquer pessoa, seja ela presidente, rei, rainha, príncipe ou princesa. Essa arrogância está diretamente ligada ao valor que pagam para seus serviços. Quanto mais ganha um apresentador, mais se acha e humilha os outros. Cultura, inteligência, passa longe dessa gente.

Lara disse...

Quero fazer coro aos colegas, manifestando minha vergonha embaraçosa diante da falta de educação do apresentador Jô Soares ao conduzir uma entrevista desagradável, arrogante e propositadamente ofensiva à Princesa Michael de Kent. Por mais que ele tenha frequentado a melhor universidade de Paris e os melhores lugares da Europa, ele deixou demonstrar de onde ele veio. Realmente, quem é, nasce.